PRINCE2 x PMBOK

PRINCE2 x PMBNOK

A diferença básica entre PMBOK e PRINCE2 é que enquanto o primeiro é uma base de conhecimento e boas práticas de gerenciamento de projeto, o segundo é uma abordagem estruturada, com processos, papéis e responsabilidades bem definidas, que orienta o gerente e o time de projetos na condução do projeto. O PMBOK orienta “o que” é necessário fazer e o PRINCE2 o “como” fazer.

PRINCE2 – 5ª Edição

PMBOK – 4ª Edição

7 Temas:

  • Business Case;
  • Organização;
  • Qualidade;
  • Riscos;
  • Plano;
  • Mudança;
  • Progresso.
9 Áreas de Conhecimento:

  • Gerenciamento da Integração;
  • Gerenciamento de Escopo;
  • Gerenciamento de Tempo;
  • Gerenciamento de Custo;
  • Gerenciamento de Qualidade;
  • Gerenciamento de Recursos Humanos;
  • Gerenciamento de Comunicação;
  • Gerenciamento de Riscos;
  • Gerenciamento de Contratos e Aquisições.

PRINCE2 – 5ª Edição

PMBOK – 4ª Edição

7 Processos:

  • Starting up a Project (Viabilizar o Projeto);
  • Directing a Project (Dirigir o Projeto);
  • Initiating a Project (Iniciar o Projeto);
  • Controlling a Stage (Controlar Estágios);
  • Managing Stage Boundary (Gerenciar Fronteiras dos Estágios);
  • Managing Product Delivery (Gerenciar Entregas dos Produtos);
  • Closing a Project (Encerrar o Projeto).
5 Grupos de Processo:

  • Iniciação;
  • Planejamento;
  • Execução;
  • Monitoração e Controle;
  • Encerramento.
2 Técnicas:Product-based planning (Planejamento baseado em produto);

Quality Review (revisão de Qualidade).

Risco em técnicas e ferramentas de gerenciamento de projetos.

Certificações de Gerenciamento de Projetos

2 Certificações:

  • PRINCE2 Foundation;
  • PRINCE2 Practitioner.
2 Certificações:

  • CAPM;
  • PMP.

Abordagem

Metodologia de gerenciamento de projeto. Guia de boas práticas de gerenciamento de projetos.

Recertificação

Prova de recertificação a cada cinco anos. Acumulação de 60 PDUs (Professional Development Units) dentro de um ciclo de três anos.

Tanto o PMBOK quanto PRINCE2 têm suas vantagens e, apesar das diferenças, nenhum é melhor que o outro. Ambos são complementares e podem ser utilizados em conjunto. Desta forma é possível ter grandes benefícios através da obtenção do que há de melhor nestas duas abordagens que são referências mundiais em gerenciamento de projetos.

Tópicos relacionados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s