GLPI – Gestão Livre de Parque de Informatica – Instalação/Configuração/Integração

Logo do Samba

O que é GLPI?

O GLPI é um sistema desenvolvido com intuito de fornecedor uma poderosa ferramenta para gerenciamento da TI e seu parque tecnológico, tendo como umas de suas funcionalidades o gerenciamento de Help Desk e Inventario de equipamentos de informática.

No que ele pode ser útil para minha empresa?

O benefício do GLPI é o alto gerenciamento da TI, tornando risos mensuráveis e principalmente controláveis, por SLA parametrizadas de acordo com sua necessidade de atendimento, baseado na metodologia ITIL. Atualmente o GLPI devido sua abrangência de informações, tem sido o sucessor do Projeto Ocomon, foi um projeto muito eficiente para gerenciamento de Help Desk, contudo o mesmo encontra-se sem atualizações, devido á isto o GLPI é atualmente uma das melhores ferramentas OpenSource que te proporciona um gestão consolidada de sua TI em um único sistema, provendo integração com Active Directory, Samba4 e OCS Inventory (software de inventario de computadores, baseado em client/server).

Características do GLPI

  • Principais características técnicas do GLPI:
  • Tecnologia de programação: PHP, AJAX, HTML, CSS;
  • Banco de dados: MySQL;
  • Interface: WEB;
  • Plataforma: Multiplataforma;
  • Licença: GPL V2;
  • Autenticação: Compatível com Local, POP/IMAP, CAS, LDAP (OpenLDAP, AD , Samba4)

O GLPI possui inúmeras configurações e o suporte a plug-ins que o tornam uma poderosa e versátil ferramenta. Cabe destacar:

  • Suporte a replicação de banco de dados via interface;
  • Suporte a backup via interface;
  • Arquitetura baseada em plug-ins;
  • Integração com o OCS Inventory NG através da sincronização do banco de dados;
  • Suporte a definição de regras de fluxo de trabalho;
  • Autenticação de usuários com definição de perfis de permissões de acesso.

Funcionalidades do GLPI

O GLPI possui um conjunto muito grande de funcionalidades para gerenciamento de ambientes de TI, os quais podem ser expandidas através da adição de plug-ins. Dentre as principais funcionalidades pode-se destacar:

  • Gestão de Help Desk;
  • Gestão de inventários;
  • Gestão de contratos, clientes, contatos e fornecedores;
  • Gestão financeira dos componentes inventariados;
  • Relatórios e estatísticas;
  • Gestão de reservas;
  • Integração com o OCS Inventory NG.
  • Gestão de Projetos

Para maiores informações sobre o projeto GLPI acesse:

Instalando o GLPI no Debian Wheezy.

Devemos primeiramente efetuar algumas alterações no arquivo sourcelist.

Coloque a frente de cada URL “contrib non-free” assim você terá novas atualizações, buscando repositórios.

“Gerar sourcelist Debian – http://debgen.simplylinux.ch/

Iniciando a Instalação.

Fazendo download da última versão do glpi

wget -c https://forge.indepnet.net/attachments/download/1466/glpi-0.83.8.tar.gz

Descompactando o glpi

tar zxvf glpi-0.83.8.tar.gz

Instalando apache php e o mysql

apt-get install apache2 php5 mysql-server php5-mysql php5-ldap php5-dev

Movendo a pasta do GLPI

mv glpi /var/www/

Mudando as permissões

chmod 777 -R /var/www/glpi

Acessando o instalar GLPI

Abra seu navegador e digite:

http://ip_no_servidor_debian/glpi

Selecione o linguagem desejada e clique em OK.

zeropoint_logo

Marque a opção “eu li e ACEITO os termos de Licença escritos acima” e clique em continuar.

zeropoint_logo

Escolha a opção instalar.

zeropoint_logo

Será feito um checklist das dependências do GLPI, em caso de sucesso todas as bolinhas ficarão verdes, em caso de dependência ficará vermelha. Clique em continuar.

zeropoint_logo

Agora temos que configurar a comunicação com nosso banco de dados, coloque as informações de acordo com a instalação do MySQL como usuário e senha.

zeropoint_logo

Agora vamos criar um novo banco de dados chamado GLPI, podendo ser qualquer outro e clicar em continuar.

zeropoint_logo

zeropoint_logo

Final da instalação.

zeropoint_logo

Pronto temos o GLPI instalado.
Abra seu navegador e digite:
http://ip_no_servidor_debian/glpi

Dados do primeiro acesso: usuário e senha “glpi”

zeropoint_logo

Integração GLPI e AD (Active Directory)

Para que serve essa integração?

Serve para que você que utiliza GLPI e possui AD na sua rede, não precise cadastrar usuários manualmente no GLPI. Pois ao cadastrar um usuário no seu AD e será automaticamente adicionado no GLPI e o usuário irá utilizar apenas o seu login e senha de rede (AD) para fazer autenticação no GLPI.

Acesse o GLPI

http://ip_no_servidor_debian/glpi

Vá em “Configurar” “Autenticação” “Autenticação externas”  “Diretório LDAP”.

Clique para adicionar e vamos configurar os filtros LDAP, para pegar somente os usuários do AD ou até mesmo determinado OU.

glpi_ldap

Explicando os campos descritos na figura:

  • Diretório LDAP
  • Nome: contoso.corp (nome do domínio)
  • Servidor: 172.10.0.1 (ip do Servidor AD)
  • Basedn: dc=contoso, dc=corp (sintaxe LDAP + sufixo DNS)
  • Rootdn(para conexão não anônima) : PASSAMANI\glpi (usuário do AD – permissão de administrator / domain controller)
  • Pass: ******* (senha do admin)
  • Campo de Login: samaccountname
  • Fuso horário: GMT -3 horas(s)
  • Porta LDAP (default=389) : 389
  • Filtro de Conexão:(&(objectClass=user)(objectCategory=person))
  • Usa TLS: Não

Pertencer a grupos

  • Tipo de busca: Em usuários
  • Filtro para pesquisar em grupos: (&(objectClass=user)(objectCategory=person))
  • Usar DN na Pesquisa: SIM
  • Usuário contendo seus grupos: memberof
  • Grupo contendo seus usuários: (deixar em branco)

Links GLPI/LDAP

  • Sobrenome: cn
  • Nome: givenName
  • Comentários: (deixar em branco)
  • Telefone: telephonenumber
  • Celular: mobile
  • E-mail: mail
  • Telefone2: (deixar em branco)

Depois clique no botão “Enviar” e logo abaixo tem a opção para testar a autenticação, veja:

Se ocorrer tudo certo, irá exibir a mensagem de Sucesso. Depois ficará cadastrado desse jeito:

Importar os usuários do AD para a base do GLPI, lembrando que só é feito uma cópia dos usuários, pois a senha será autenticada/validada pelo servidor AD para acesso ao GLPI.

Para importar vá em “Administração” “Usuários”.

Clique no botão “Link LDAP”.

Depois clique no botão “Importar novos usuários”, será exibido uma lista dos usuários do AD, selecione os usuários desejados e clique em “importar”.

Acesse novamente “Administração” “Usuários” e veja os usuários importados.

Faça um teste, acessando o GLPI com um usuário, importando do AD.

Espero que gostem, duvidas ou sugestões postem! Próximo material será “Efetuando a integração do OCS Inventory com GLPI.

6 pensamentos sobre “GLPI – Gestão Livre de Parque de Informatica – Instalação/Configuração/Integração

  1. Parabéns pelo artigo..
    fiz a instalação e integração com o AD..
    mas notei um problema e depois de muita ralação descobri o problema.
    Aqui tenho controle de acesso por computadores, os usuários que tem acesso a todos os computadores acessam o GLPI mas os usuários que tem restrições não conseguem logar.
    Ja inseri na lista de computadores o nome do computador que esta instalado o GLPI mas não consigo fazer logar..

    alguma sugestão ..
    gde abç

  2. Parabéns. Muito bom artigo, excelente explicação. Estamos implantando na nossa empresa, antes usávamos o Ocomon. Estou com uma dúvida para poder inserir a gestão de fornecedores. Você pode me ajudar?

    Abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s