Green IT – Modelo de Governança Verde

A necessidade de uma visão estruturada e holística nas decisões de negócios e tecnologias traz à forma a demanda corporativa por um modelo de governança focado na maturidade empresarial aderente a normas, regulamentações e leis nacionais e internacionais. O mundo precisa endereçar ao mesmo tempo as questões de:

  1. negócios via governança corporativa
  2. objetivos e metas da organização em termos de sustentabilidade ambiental e financeira
  3. redução do impacto ambiental e financeiro das atividades de suporte da governança corporativa

Neste ponto ficam evidentes as vantagens para o empreendimento da governança da nova TI verde em relação a governança da tradicional TI. A governança da antiga TI tem o papel e objetivo único de suportar a governança corporativa. A governança da nova TI verde, no entanto, tem dois papeis e objetivos adicionais além de suporte e governança corporativa. Ela também atua ativamente no desenvolvimento e manutenção das metas do negocio de sustentabilidade ambiental e financeira na minimização do impacto financeiro ambiental das suas atividades internas.

Neste momento especial em que a sociedade chama pelo aumento conscientização das pessoas e consumidores em relação ao uso inteligente dos cada vez mais escassos recursos naturais, a governança da nova TI verde chega para desempenhar tanto a sua função essencial como para dar um passo a mais e agregar valor ao empreendimento e comunidade. Medidas que salvam ao mesmo tempo a natureza a o bolso sintetizam as novas metas dos negócios sustentáveis.

As empresas inteligentes e conscientes buscam soluções sustentáveis de TIC para reduzir o consumo de energia e tratar adequadamente os resíduos tecnológicos e o seus derivados. Para que a sustentabilidade corporativa seja real ele precisa estar presente hoje, amanha e sempre, por isto é preciso trabalhar em ambiente CTP. A governança só existe quando o CPT esta presente, logo é preciso trabalhar corretamente com as métricas para que o resultado final seja satisfatório.

As melhores práticas, os corpos de conhecimento e os frameworks atualmente em uso pela governança da antiga TI como o Control Objetives for Information and related Technology (Cobit) e Information Technology Infrastructure Library (ITIL), presenciam ser revistas e observados com os olhos modernos da sustentabilidade.

Não estou falando em repensar os objetivos de controles e processos, pois eles claramente admitem interpretações sustentáveis, mais é preciso rever os principais modelos utilizados do mundo inteiro para que eles incorporem os critérios sustentáveis do bolso e natureza.

Algumas ações abaixo devem impulsionar as iniciativas verdes e aumento de sua responsabilidade social e empresarial. As medidas vão desde a redução do carbono no data center de Ti à ofertas de estações de recarga de veículos elétricos e reciclagem de resíduos.

  • Obtenção do status Energy Star, sua avaliação de desempenho energético ajuda os gestores a saberem o quão seus edifícios são eficientes se comparados a outros prédios de todo o país;
  • Economia de energia por meio da virtualização do data center de TI. Com 75% dos servidores virtualizados, a companhia economiza 12,5 milhões de kWh a cada ano no consumo de energia pelos servidores e para resfriamento, o equivalente ao plantio de 25.889 árvores, à retirada de 1.463 veículos das ruas ou à emissão de mais de 7,7 milhões de Kg de dióxido de carbono (CO2);
  • Foco na redução do dióxido de carbono (CO2), por meio do gerenciamento do fluxo de ar no data center da Vigilent Corporation, resultou em uma economia de 151.214 Kg de CO2 ao ano e na redução de 73% no consumo de energia (248.784 kWh ao ano) para o resfriamento do Data Center da empresa;
  • Redução do consumo de energia com o reposicionamento das luzes, que diminuiu o consumo de energia da Informática Corporation em 25.800 kWh por ano, ou uma redução estimada da emissão de CO2 de 15.681 Kg a cada ano;
  • Lançamento do serviço Zimride de deslocamento compartilhado (car pooling) para melhorar a qualidade do ar e limitar as emissões de gás estufa. O deslocamento compartilhado pode também reduzir os custos de transporte dos funcionários em uma média de US$ 320 ao mês, se os automóveis forem compartilhados todos os dias;
  • A instalação de estações de recarga de veículos elétricos na sede da Informática Corporation, o que deverá reduzir as emissões de CO2 em 12.250 Kg ao ano e economizar 1.812 galões de gasolina por ano;
  • Medidas de gerenciamento de resíduos, reciclagem e compostagem, resultando na reciclagem ou compostagem de 73% do total dos resíduos gerados pelos edifícios da sede da companhia.

Leia mais de TI Verde …

Um pensamento sobre “Green IT – Modelo de Governança Verde

  1. Olá Kelsen,

    Primeiramente parabéns pelos seus post e iniciativa na área de TI Verde.

    Estou para começar o meu TCC em ciência da computação, e esta área me empolga bastante. E sei que não existem muitos trabalhos nesta área.

    Gostaria de conhecer mais sobre Green IT, para poder definir o tema de meu TCC.

    Se você puder entrar em contato comigo, ficaria muito grato.
    evandro_pezzi@hotmail.com

    Desde já agradeço.

    Abraços
    Evandro Pezzi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s